ALFREDO DIAS GOMES RESGATA REGISTRO INÉDITO CHEIO DE GROOVE

26 julho, 2018
Um registro inédito até hoje.
O baterista Alfredo Dias Gomes resgata uma sessão gravada no ano 2000 na formação de power trio ao lado do guitarrista Norman Sharp e do baixista Igor Araújo.
Este trabalho ficou arquivado por muito tempo pois na época da gravação precisava prensar na fábrica pelo menos 1000 cópias e ter uma distribuidora para colocar os CDs nas lojas. Pela dificuldade com a distribuição, o mesmo não foi prensado. Foi passando o tempo e Alfredo Dias Gomes realizou outros trabalhos, mudou equipamentos, tecnologia, e o disco acabou não lançado.
Na época, a ideia de gravar o disco veio de uma música do guitarrista Norman Sharp que um aluno apresentou para Alfredo, que gostou muito da onda e então resolveu gravar "Norman’s Funk", que abre o disco. Empolgados, decidiram gravar o disco e toda a base foi feita ao vivo no estúdio, com alguns playbacks de melodias de guitarras e teclados, estes feitos por Alfredo Dias Gomes.

Pensando que tinha perdido as sessões de gravação do disco, o sobrinho de Alfredo, Arthur, lhe mandou uma música em que estava tocando baixo em cima de uma base feita, e, para sua surpresa, era sua própria música “Ecos”, gravada só com teclados quando fez a composição. Diz ele - "Levei um susto, a música era legal e lembrei da gravação com a banda, tinha que recuperar isso." A partir daí fez uma busca em mídias arquivadas e diversos backups antigos até reencontrar o disco. No atual mundo do streaming e download, Alfredo remixou o disco, mandou masterizar online nos EUA e, agora pronto, disponibiliza para distribuição nas plataformas digitais..
O repertório traz uma pegada bem funkeada, é um power trio cheio de groove, e esse momento musical era a onda que Alfredo estava na época. Igor tinha tocado com o Tim Maia e Norman era um guitarrista com muito swing, e com ambos formou a banda perfeita para o disco que queria gravar. Na época tinha algumas músicas inéditas, foram feitos arranjos para algumas que já tinha gravado em outros discos e foi fechado o repertório. 
O tema “Renata”, autoral, foi dedicada à sua filha e gravada em seu primeiro dico solo (1991), esta que foi muito tocada na época na Globo FM e tem aqui um arranjo bem intimista. “Ladeira da Fonte”, originalmente em ritmo de afoxé no disco Atmosfera (1996), ganhou uma versão rock-instrumental. "Starlight” foi composta na mesma época da música "Ecos" e se apresenta como um pop-rock instrumental, de melodia com muito feeling. O super groove “Copa 79” é uma composição do baixista Igor Araújo, com destaque para seu solo. O funk-rock “Camaleão” foi mais tarde gravada no disco Corona Borealis (2010), mas com arranjo mais jazzístico. “Existe um Lugar” foi uma homenagem a uma casa de shows dos anos 80 de mesmo nome localizada no Alto da Boa Vista, lá onde Alfredo montou sua primeira banda instrumental, e este tema também foi gravado no primeiro disco solo do baterista e aqui ganhou uma versão jazz-rock, com destaque para o solo de bateria.

Para Alfredo, foi uma felicidade ouvir esse disco depois de 18 anos e descobrir que o mesmo continua muito legal.
18 anos depois, Norman Sharp está morando em São Paulo fazendo trilhas para documentários e compondo para um disco solo; Igor Araújo fundou o grupo Banda Du Rio e atua como baixista e diretor musical.

Você pode adquirir o disco "ECOS" na CD Baby e iTunes, e ouví-lo na plataforma digital Spotify.