BEN WILLIAMS

05 junho, 2015
O contrabaixista Ben Williams já desponta como um dos mais talentosos músicos surgidos na cena jazz nos últimos tempos. Formado pela Juilliard School, recebeu, em 2009, a honra máxima no Thelonious Monk International Bass Competition, impressionando uma bancada de mestres formada, na época, por Ron Carter, Dave Holland, Charlie Haden, John Pattittuci, Christian McBride e Robert Hurst.

Em 2011 lançou seu álbum de estreia, “State of Art” (Concord Rec), ao lado de de Marcus Strickland, Matthew Stevens, Gerald Clayton e Jamire Williams, em um repertório que traz nova roupagem para "Little Susie" (Michael Jackson) e "Part Time Love" (Steve Wonder), e ainda faz uma fusão com o hip-hop em homenagem a Lee Morgan com o DJ e rapper John Robinson e o trompetista Christian Scott como convidados.
Tanto talento chamou a atenção de Pat Metheny, que o convidou para integrar o Unit Group ao lado de Chris Potter e Antonio Sanchez, cujo álbum de estreia foi premiado com o Grammy em 2012. E foi McBride quem o apresentou ao guitarrista quando ainda estudava na Julliard; foi a oportunidade de Williams juntar-se ao trio de Metheny para algumas gigs, mais tarde recebendo o convite para integrar o Unity Group. Um reconhecimento e tanto, afinal ele tem em Metheny uma grande influência.
Em 2013, já figurava na lista dos músicos em ascensão na eleição da revista Downbeat.

Com seu segundo álbum, Coming of Age (2015, Concord Rec), Williams mostra-se muito mais maduro, e tem ao seu lado novamente o sax de Marcus Strickland e a guitarra de Matt Stevens, complementando com Christian Sands no piano e John Davis na bateria, grupo que ele intitulou Sound Effects. Convidados muito especiais participam do álbum - novamente o trompetista Christian Scott, o vibrafonista Stefon Harris, e as vozes de Goapele e W.Ellington Felton.
São 11 composições no repertório, e, particularmente, um ponto alto do álbum é a belíssima interpretação de "Lost & Found", cover da cantora de Soul inglesa Lianne La Havas, com Christian Scott em total introspecção. Ainda em destaque, uma versão solo de "Smells Like Teen Spirit" do Nirvana; e uma homenagem a Nelson Mandela em "Voice of Freedom", interpretada na voz de Goapele.


benwilliamsmusic.net/

Leia também -

Next Collective