RUMO AO SUL COM A IGOR PRADO BAND

09 fevereiro, 2015
São 15 anos da Igor Prado Band fazendo música da melhor qualidade, um patrimônio musical, a nossa voz do Blues de maior expressão e reconhecimento no exterior sob a liderança do guitarrista Igor Prado, sempre ao lado de seu irmão e baterista Yuri Prado que, juntos, formaram inicialmente a Prado Blues Band onde mais tarde juntou-se o baixista Rodrigo Mantovani, a base da formação atual.

Celebrando esta jornada musical, a Igor Prado Band apresenta mais um excelente trabalho - Way Down South, lançamento pela Delta Groove Music, em que recebe convidados muito especiais - as vozes e as harmõnicas de Kim Wilson, Lynwood Slim, Mud Morganfield, Sugaray Rayford, J.J.Jackson, Rod Piazza, Mitch Kashmar, Wallace Coleman, Randy Chortkoff e Ivan Marcio; as guitarras de Junior Watson e Monster Mike Welch; o hammond de Raphael Wressnig; além da banda base que ainda contou com os pianos de Ari Borger e Donny Nichilo e o sax tenor e barítono de Denilson Martins.


O álbum é dedicado a Lynwood Slim, que faleceu em agosto de 2014, e com quem Igor Prado gravou o álbum "Brazilian Kicks" em 2010. Lynwood Slim está presente em 2 faixas de Way Down South - "You Better Believe It" e "Baby Won´t You Jump with Me", esta que foi seu último registro em estúdio.
A arte de capa é de Yuri Prado, ilustrando uma highway americana com uma placa indicando a distância para a cidade de São Paulo; e a highway nomeada como LWDSLIM 61, obviamente uma homenagem a Lynwood Slim.

Em entrevista para o site Blues Junction, Igor esclarece que a arte da capa conta muito da história do grupo, afinal estão muito longe de onde esta música vem, e a highway os conecta a todos os grandes músicos e a todos os fãs pela América. Igor afirma ainda que Lynwood foi o responsável por apresentá-lo a todos os músicos convidados no álbum e foi quem o levou pela primeira vez aos EUA.

O repertório de "Way Down South" é um passeio pelas raízes do Blues do Texas, Chicago e Mississipi em 13 composições, e as sessões foram gravadas nos intervalos das turnês entre 2012 e 2014.
Assim é o álbum, faixa a faixa -
"Matchbox", um clássico de Ike Turner dos anos 50, de quem Igor carrega muita influência, e a versão original do tema traz Ike e Otis Rush, outro mestre e canhoto que toca ao contrário exatamente como Igor - Sugaray Rayford e Mike Welsh são os convidados;
"Ride with Me Baby" (John Hunter), aqui uma clara influência de Jimmie Vaughan do jeito q ele tocava na década de 80 - Kim Wilson faz as honras;
"She's Got It", música de Muddy Waters, aqui gravada com seu filho Mud em que Igor colocou uma guitarra bem Chicago dos anos 50, um solo de slide a la Muddy também, um amp tweed e uma goldtop, aqui só cabo, amp e guitarra - presentes na faixa Mud Morganfield e Ivan Marcio;
"Baby Won´t You Jump with Me" (Lowell Fulson), com Igor e Junior Watson trocando vários licks de swing na onda de Bill Jennings e Tiny Grimes - Lynwood Slim também participa da faixa;
"What Have I Done" (Jimmy Rogers), aqui com uma guitarra bem distorcida a la Willie Johnson, que foi o primeiro cara a gravar uma guitarra distorcida no começo dos anos 50, em Memphis, e aqui Igor usando um amp fender vintage de 8W e sua Silvertone H63 1959 - Mitch Kasmar é o convidado;
"Shake & Fingerpop" (Junior Walker), em uma versão totalmente diferente, sem sax e com as guitarras com bastante influência de Buddy Guy dos anos 60 - Raphael Wressnig pilota o hammond;
"Talk To Me", música de Elmore James gravada com uma pegada mais West Coast Blues e um timbre de guitarra que lembra uma pouco o guitarrista Hollywood Fats, que tocou com Rod Piazza nos anos 80 - e Rod participa da faixa com sua esposa Honey ao piano;
"If You Ever Need Me" é uma música do obscuro guitarrista da Louisiana Lightnin Slim - Kim Wilson nos vocais;
"You Got What It Takes" é do soulman Joe Tex e traz uma mistura de Texas Guitar, Soul e R&B - J.J. Jackson é o convidado;
"Big Mama Blues" (Sugaray Rayford) é um Slow Blues no estilo Muddy dos anos 80 com a presença de Monster Mike Welch nas rítmicas e Sugaray nos vocais;
"You Better Believe It" (Paul Gayten) traz uma onda de guitarra mais Memphis dos anos 50 também - Lynwood Slim participa da faixa;
"Rooster Blues", outra música do Lightnin Slim da Louisiana, e um solo que remete a outra grande influência de Igor, Willie Johnson - o convidado aqui é Wallace Coleman;
"Trying To Do Right" é uma faixa acústica gravada no quarto em duo com o cantor e gaitista de Chicago Wallace Coleman, uma gravação sem pretensão de entrar no disco e feita em um momento em que estava tocando com um violão "praticamente de brinquedo", diverte-se Igor.

Obrigatório !
www.igorpradoband.com



Não deixe de ler os outros artigos com a Igor Prado Band -

Lowdown Boogie Igor Prado Band Donny Nichilo