OPUS 5 REÚNE DIFERENTES LINGUAGENS DO JAZZ CONTEMPORÂNEO

06 outubro, 2014
Opus é uma palavra originada do latim, e significa Obra de Arte. Na Música, o significado tem valor inestimável, pela sua sempre crescente magia e poder. E é essa arte eloquente e tão apaixonante que torna possível colocar juntos em cena músicos que, com diferentes linguagens, criam uma nova expressão dentro de uma mensagem já conhecida de todos nós - o Jazz.

foto : Miquel Carol (Edwards, Kikoski, Blake, Koslov e Sipiagin)
Opus 5 reúne os russos Boriz Kozlov e Alex Sipiagin, contrabaixista e trompetista, o saxofonista canadense Seamus Blake, o pianista David Kikoski e o baterista Donald Edwards, todos artistas da gravadora Criss Cross.
Arranjadores e compositores, cada um com seus respectivos trabalhos solo e residentes na big apple, estes fantásticos músicos já estiveram juntos em diferentes combinações.
Opus 5 já tem três albuns lançados, todos pela Criss Cross - "Introducing Opus 5" (2011), "Pentasonic" (2012) e "Progression" (2013), e o repertório traz elementos do hardbop e do Jazz contemporâneo.

O contrabaixista Boris Kozlov é íntegrante e diretor musical da Mingus Big Band, Mingus Orchestra e Mingus Dynasty, grupos que carregam o legado da música do gênio Charles Mingus.
Kikoski também integrou a Mingus Big Band, inclusive está presente no álbum que deu o Grammy ao grupo, gravado ao vivo no Jazz Standard. Também compositor, atua fortemente no cenário jazzístico, tem uma ampla discografia como líder e como sideman já esteve em sessões ao lado de John Scofield, Dave Holland, Roy Haynes, Tom Harrell, Marcus Miller, Michael Brecker, Pat Martino , entre outros.
Seamus Blake já é reconhecido como um dos grandes do cenário emergente do Jazz contemporâneo. Em 2002, foi o primeiro colocado no "Thelonious Monk International Jazz Saxophone Competition", e já tem seis albuns em sua discografia solo.
Alex Sipiagin também partiu da Russia atras do Jazz na big apple. Integrou a Mingus Big Band, recomendado por Randy Brecker, e também esteve presente nas big bands de Dave Holland e Michael Brecker. Também possui uma extensa discografia como líder.
O baterista Donald Edwards vem ganhando reputação no meio jazzístico. Filho de pai pianista e mãe cantora, cresceu na Louisiana e fez raízes bastante diversificadas em marching bands, hip-hop, R&B, Funk e Gospel. Suas baquetas já desenharam ritmos para os Marsalis, Orrin Evans, Lonnie Smith e Russell Malone, e mantém uma incansável busca pela improvisação criativa, composição e experimentações rítmicas.

Introducing Opus 5 Pentasonic Progression