O ACID JAZZ PERDE RONNY JORDAN

17 janeiro, 2014
O guitarrista Ronny Jordan., um dos mais expressivos expoentes do movimento Acid Jazz nos anos 90, morre aos 51 anos.

Um líder a frente de um estilo bastante contestado pelos puristas, mas que, de certa forma, ajudou a aproximar o público jovem e outras tribos para a arte maior. A gravadora Blue Note ajudou a alavancar o estilo promovendo grupos que usavam samplers de históricas gravações de Jazz, a mais badalada foi a "Cantaloupe Island" de Hancock, que estourou nas rádios com o grupo Us3.

Ronny Jordan fez a sua parte, integrou inicialmente o Guru Jazzmatazz, que fazia uma fusão moderna do hip-hop e elementos de improvisação, e cujo album tornou-se referência no estilo.
Em seu album solo de estréia, Antidote (1992, Island Rec), recriou uma versão moderna, quase remix, do clássico "So What" de Miles Davis. Jordan era um guitarrista de digitação bastante precisa e cheia de groove, e em seu toque carregava muito das suas principais influências - os guitarristas Wes Montgomery, Grant Green e George Benson.
Jordan assinou com a Blue Note onde lançou dois albuns, A Brighter Day (1999), que foi nomeado para o Grammy, e Off the Record (2001).


Ronald Lawrence Albert Simpson nasceu em 29 de novembro de 1962 em Londres.
Autoditada, começou a tocar aos 4 anos de idade e aos 7 já frequentava os grupos musicais na igreja, levado pelo pai. Descobriu o Jazz aos 13 anos e mais tarde, já como profissional, tornou-se um dos guitarristas mais solicitados do cenário jazzístico londrino. Apesar de ser um amante do Jazz, era admirador do som setentão do Sly & The Family Stone, Funkadelic, Earth Wind and Fire e Tower of Power.
Foi premiado guitarrista do ano pela Gibson Guitar Jazz Award e pela MOBO Award na categoria Jazz.

Ronny Jordan : 1962-2014