O BATERISTA MAGNUS OSTROM INVOCA OS DEUSES DO OLIMPO

05 outubro, 2013
Jupiter era o rei dos deuses para os romanos, invocado quando a força do destino inesperadamente aparecia em sua vida. Reinava no Olimpo e, ao movimento de sua cabeça, era capaz de agitar o mundo. Filho de Réia e Saturno, um dia resolveu destronar o pai e extinguir da existência os Titãs, obstáculos ao seu reinado. A ele foi dado o trovão, o relâmpago e o raio, armas de luta e de vitória.
Entre as divindades, Júpiter era sempre o mais cultuado.

Quem invoca o reino do Olimpo é baterista sueco Magnus Ostrom, integrante do saudoso trio E.S.T, um dos grupos mais surpreendentes surgidos nos últimos tempos e cuja trajetória foi interrompida pela morte do líder, o pianista e amigo Esbjorn Svensson, morto há cinco anos em acidente durante uma atividade de mergulho.

Após Thread of Life (ACT, 2011), seu primeiro disco, Magnus Ostrom está de volta com novo trabalho, Searching for Jupiter, tão espetacular quando o trabalho de estréia.
Ostrom está acompanhado por Andreas Hourdakis nas guitarras, Daniel Karlsson no piano e teclados e Thobias Gabrielson no contrabaixo.

Mais uma verdadeira viagem sonora, marcada fortemente pela atmosfera fusion e em muitos momentos nos lembrando o saudoso som do rock progressivo, proporcionado pela densa atmosfera imposta com os solos de Hourdakis.
O E.S.T deixou mesmo uma marca na assinatura de Ostrom, muito evidente em The Moon (And the Air It Moves) e na bela balada Mary Jane Doesn't Live Here Anymore, em destaque para o piano de Karlsson, que também contribuiu com um ar sombro no tema Hour of the Wolf marcada pela percussão de Ostrom.
Jules and Jim's Last Voyage alça um vôo quase psicodélico e Gabrielson ganha espaço no melódico e contemporâneo tema Through the Sun, e quem fica a frente é a guitarra de Hourdakis, que também se apresenta em contagiantes momentos em Dancing at the Dutchtreat e no tema título do album, em que coloca um ar 'methenyiano' pelo seu timbre e digitação. O album fecha com At the End of Eternity, uma viagem na esperança de dias melhores, e aqui com espaço para o improviso de Ostrom.

Mais sobre Magnus Ostrom em  www.magnusostrom.com/


Leia também -

Magnus Ostrom : Thread of Life E.S.T : 301