EDWARD SIMON TRIO EM SEU PRIMEIRO ALBUM AO VIVO

27 maio, 2013
O pianista Edward Simon já lançou dois albuns em trio acompanhado pelo contrabaixista John Patitucci e o baterista Brian Blade. Os temas de seu novo album já foram gravados pelo menos uma vez, mas nunca como em At Jazz Standard (2013, Sunnyside), seu primeiro registro ao vivo.
E gravações ao vivo sempre são diferentes, contagiantes, é como se esses registros alimentassem os improvisadores de Jazz estimulando a criação no momento da execução, e com um público que interage, o oposto de uma produção em estúdio. E eles se permitem a esse prazer.
Simon é capaz de divagar e transmitir idéias e fazer descobertas líricas bem além de onde começou. Ele não economiza em sentimento, como no tema de sua autoria Poesia, de 11 minutos, em que responde a isso tudo. Reciprocamente, ele tem tempo para retornar às ideias que ressoam e repetí-las em rituais.
O tema de Jobim Chovendo Na Roseira é um ciclo hipnótico cuja recorrência se constrói em um drama por 14 minutos.
Simon está extraordinariamente bem acompanhado pela seção rítmica de Wayne Shorter. Os solos de John Patitucci são tão descritivos quanto os de Simon, que por muitas vezes se entrega a partir das explosões de Brian Blade. O contrabaixo de Patitucci permanece no centro de Chovendo Na Roseira, em andamento 7/4, para as articulações de Simon.
E Simon escreve melodias sombrias. Em Pathless Path o tema mantém-se estático enquanto Patitucci suspira com o arco para então arrancar um escuro ostinato para Simon flutuar livremente. A melodia permanece por todo o tempo e por 16 minutos é perseguida e se expande por transformações exuberantes para, finalmente, se concentrar de volta para dentro de si e círcular como um obsessivo ritual.

Edward Simon nasceu na Venezuela e muito pouco se fala sobre ele quando o assunto refere-se aos pianistas do Caribe e América do Sul, mas ele pode, certamente, ser o mais completo e criativo artista entre eles. Cresceu ouvindo musica latina e caribenha e credita ao seu pai o desenvolvimento e sua paixão pela música, assim como seus irmãos Marlon e Michael, baterista e trompetista respectivamente.
Iniciou os estudos de música clássica e o incorporou o Jazz quando transferiu-se para Manhattan School of Music, onde estudou com o pianista Harold Danko. Ganhou reputação na meca de New York, integrou os grupos de Bobby Watson e Terence Blanchard e hoje é o pianista da SF Jazz Collective.

fonte : Jazz Timesedwardsimon.com     
Som na caixa !