A MÚSICA PERDE PHIL RAMONE

31 março, 2013
NY Times, 30 de março
por Ben Sisario

(tradução livre)

Phil Ramone, produtor e engenheiro que trabalhou com muitas da grandes estrelas da música nos últimos 50 anos, incluindo Ray Charles, Frank Sinatra, Paul Simon, Billy Joel e Barbra Streisand, morreu nesta sábado, 30 de março, em Manhattan.
Embora informado que ele estava com 72 anos, registros públicos e sua famíla confirmam que ele nasceu em 5 de janeiro de 1934.

Sua morte foi confirmada por seu filho, Matthew. Ele náo informou imediatamente a cauxa, mas Ramone foi internado em um hospital de Manhattan no final de fevereiro para tratamento de um aneurisma.

Eu sua biografia, Making Records: The Scenes Behind the Music, escrita por Charles Granta, Ramone definiu a regra de produzir gravações, disse ele -
"Diferente de um diretor de cinema, que está em foco e frequentemente é um celebridade, o produtor de discos trabalha continuamente no anonimato. A nossa profissáo segue noite adentro, atras de portas trancadas. E com poucas exceções, o fruto do nosso trabalho raramente é lançado com aquelas festas mirabolantes de uma estréia de Hollywood."

Sua carreira foi uma destas exceções. Ramone era uma pessoa hablidosa e muito próxima da indústria e também um dos poucos produtores conhecidos do publico.
Ganhou 14 Grammy Awards, incluindo o prêmio de produtor do ano em 1981, pelos albuns Still Crazy After All These Years de Paul Simon em 1976, 52nd Street de Billy Joel em 1980 e Genius Loves Company de Ray Charles em 2005.
Também produziu música para TV e filmes, premiado com um Emmy Award pela mixagem de um especial da CBS em 1973 intitulado Duke Ellington ... We Love You Madly.

Phil Ramone nasceu na Africa do Sul e cresceu no Brooklin. Seu pai morreu quando ele era jovem e sua mãe trabalhavava em um loja de departamentos. Um prodígio no violino, estudou na Julliard School mas logo mudou-se em direção ao Jazz e ao Pop e foi trabalhar em um estúdio de gravação, J.A.C. Recording.
Em 1958, co-fundou a A&R Recording, um estúdio na West 48th St em Manhattan, e construiu sua reputação como um versatil engenheiro, trabalhando para artistas Pop como Lesley Gore e também para jazzistas como John Coltrane e Quincy Jones.
Ele configurou o som quando Marilyn Monroe cantarolou "Happy Birthday" para o presidente John Kennedy em 1962, e três anos mais tarde ganhou seu primeiro Grammy como engenheiro para o lendário album de Stan Getz e João Gilberto, Getz/Gilberto.
Como produtor, ele esteve muito próximo a Billy Joel e Paul Simon. A capa traseira do album de Billy Joel The Stranger (1977) traz uma foto de Ramome posando com Joel e sua banda em um restaurante.
"Sempre pensei em Phil Ramone como um dos mais talentosos na minha banda. Ele foi a pessoa que ninguem unca viu no palco, ele estava ao meu lado tanto quanto os outros músicos que eu já toquei, tanto que minha música foi moldada e materializada por ele.", disse Billy Joel em seu depoimento sobre sua morte.

A relação de Ramone com todas essas pessoas foram profundas o suficiente para que ele desse nomes a dois de seus filhos - Simon e William (conhecido como B.J.), que viveram com ele, Matthew, seu terceiro filho, e sua esposa Karen.

Como produtor, Ramone era conhecido por sua raiz sonora e conservadora no Jazz e no Pop, e anos mais tarde seus maiores sucessos incluiram albuns de Ray Charles, Tony Bennett, Elton John, entre outros.
Mas ele tambem era favoravel a novas tecnologias. Foi um dos primeiros a colocar em prática as gravações digitais e fez do album 52nd Street de Billy Joel o primeiro album lançado comercialmente em CD, em 1982.
O album Duets de Sinatra (1993), que trazia estrelas como Bono, Streisand e Natalie Cole, foi feito conectado com o estúdio de Sinatra em Los Angeles e com outros ao redor do mundo usando cabos de fibra ótica.

Em sua entrevista para a Billboard em 1996, Ramone explicou porquê ele acreditava que um produtor não deve deixar sua marca nas gravações -
"Se nossos nomes viessem na capa principal, seria diferente, mas não está, e o público não se importa. Se voce pensa que tem um estilo e voce apresenta isso às pessoas, voce está ferindo muito a essência da criatividade deles. A recompensa de produzir vem de dentro da gravadora, quando alguem que está muito ligado com o que está acontecendo chega e diz - Cara, este disco está sensacional; ou quando outros artistas chamam voce e querem trabalhar com voce".

Phil Ramone : 1934-2013

fonte : NY Times, 31 de março, page A19
foto : Phil Ramone e Paul Simon na premiação do Grammy em 1976, Associated Press