UM AR BUCÓLICO SOBRE O PIANO DE BOBO STENSON

14 fevereiro, 2013
Bo Gustav Stenson, aka Bobo Stenson, nasceu na Suécia em 1944.
Ganhou evidência no início dos anos 60 quando passou a frequentar o cenário musical local e a acompanhar músicos americanos que ali se apresentavam, entre eles Sonny Rollins, Stan Getz e Gary Burton. Também trabalhou muito próximo ao trompetista Don Cherry no início de sua residência artística na Escandinávia.

Como afirmou o crítico Ben Ratliff, do NY Times, Bobo representa meio século de desenvolvimento do jazz, da música livre, em particular ao som europeu pós 60, com sua raiz e tendências clássicas.
O piano de Bobo Stenson vem navegando por décadas ao lado de gigantes como Palle Danielsson, Arild Andersen, Jan Garbarek, Chales Lloyd,  Jon Christensen, entre outros, e tornou-se uma das referências da gravadora ECM.
Quando liderando seu trio, fica difícil descrever a beleza da sua música, como se retratando cenários bucólicos, que nos carrega em nostalgia, em um nível de introspecção intenso. Alguns momentos lembra a atmosfera musical de Bill Evans, com aquele toque característico e muito particular que ele impunha sobre os temas.

Bobo Stenson realizou uma das apresentações mais estonteantes já realizadas por um trio ao ar livre, dentro uma floresta na Suécia, cuja sessão durou até o anoitecer, entre animais e o grupo explorando a própria natureza em volta como mais um instrumento. Simplesmente sensacional ! (Este concerto foi exibido pela TV européia, não é um lançamento oficial e circula pela internet na íntegra)


Indicum (2012, ECM) apresenta uma coleção de 12 temas, em que Bobo está acompanhado pelo contrabaixista Anders Jormin e pelo baterista Jon Falt, seu habitual trio.

No repertório, uma homenagem ao baterista Paul Motion, com quem gravou em seu álbum Goodbye (2005, ECM), em uma releitura de um tema de Bill Evans, Your Story. Em todos os temas, ouvimos o estado da arte quando se trata de trios com improvisação em uma atmosfera introspectiva, pontuados por intervenções do contrabaixo de Anders Jormin e as vassourinhas de Jon Falt. Assim vemos em Indicum, Indigo e Indikon, quase como uma trilogia; Ermutigung, uma canção de protesto do compositor alemão Wolf Bierman; uma belissima versão de uma canção tradicional norueguesa intitulada Ave Maria, com um arranjo do contrabaixista Anders Jormin, aqui em um dos mais belos momentos do album, realmente, quase uma prece; e o som ECM, como costumamos dizer, bem marcante em December e Ti Er Jeg Glad.
Um discão.

www.bobostenson.com