RODICA: BLUES IN MY BLOOD

31 outubro, 2012
Blues in my Blood
Uma viagem pelas raízes do blues e suas vertentes musicais como o country, soul e o jazz. Assim é como a cantora Rodica define seu novo trabalho, Blues in my Blood, lançamento Delira Blues.

No show de lançamento do disco, Rodica mostrou a intensidade do seu canto, evocando spirituals e fazendo reverência aos mestres do blues que tanto a influenciam, como JB Lenoir e Howlin Wolf.
Ao seu lado os Blues Groovers, formado pela guitarra de Otavio Rocha, o baixo de Ugo Perrota e a bateria de Beto Werther, mais os convidados especiais na voz de Sergio Pererê, a gaita de Flavio Guimarães e os teclados de Marco Tommaso.

Impecável e muita pressão do início ao fim, um retrato deste novo trabalho.
Na abertura, Swing Low, Sweet Chariot, com Rodica ao lado de Pererê em um verdadeiro ritual spiritual, a capela, cuja canção nos remete ao início do século passado e retrata em canto o sofrimento do trabalho escravo. Ainda com Pererê em cena, os Blues Groovers sobem ao palco para interpretar Down in Mississipi (JB Lenoir), canção de protesto inspirada nos direitos civis, e numa interpretação com pegada bem enraizada no blues.
Rodica falou da sua parceria com Pererê, excelente voz e criativo percussionista, e a importância da sua presença neste momento, uma oportuna continuidade ao trabalho que realizaram juntos em seu primeiro disco Do Mississipi ao São Francisco.
O repertório continuou com os temas do novo album, destacando Hit the Ground (Lizz Wright); Grandma´s Hands (Bill Whiters); Feeling Good (Newley), imortalizada na voz de Nina Simone, aqui em trio com Flavio Guimarães e Tomaso; chamou novamente Pererê ao palco para I Want to Go (JB Lenoir) em uma versão muito invocada, e um show a parte de Pererê nas vozes de apoio e percussão;  Slow Down (Keb Mo); Moanin’ at Midnight (Howlin Wolf) numa sombria versão, bem ao estilo do autor; fez uma versão bluesgrass em Angels from Montgomery (John Prime); e deu uma atmosfera jazzy em Into my Soul (Clary, Bottini, Terrenato); além do tema título do álbum.
A banda muito bem entrosada e Rodica destacou o apoio dos Blues Groovers desde a sua chegada ao RJ quando teve que reiniciar seu trabalho, compartilhando novas ideias e novos temas, e o suporte dado pelo grupo foi fundamental. E realmente tem que ressaltar a guitarra slide de Otavio Rocha, que foi um destaque nesta apresentação; e quando o assunto é slide no blues brasileiro, o cara é mesmo uma referência.

Além dos músicos presentes no show de lançamento, o álbum ainda traz as participações do Julio Bittencourt Trio, formado Juliano Bittencourt bateria, Luciano Bittencourt guitarra e BJ Bentes contrabaixo, Rogerio Delayon na guitarra e banjo, Bruce Henri contrabaixo, João Hermeto percussão e Alamo Leal e Ricardo Werther vozes.

Como afirmou Flávio Guimarães - “Blues in my Blood é um álbum de surpreendente qualidade e Rodica veio para ficar, puxando para cima o nível do blues nacional”.



Mais sobre Rodica -