DICIONÁRIO DE RITMO: O MUNDO RÍTMICO SOB A REGÊNCIA DA MATEMÁTICA

07 setembro, 2012
Dicionário de Rítmo
O mundo rítmico sob a regência da matemática, essa é a proposta do livro Dicionário de Ritmo, um projeto do músico, professor e escritor Jack Lima, estudioso da música e que trata o assunto com a devida importância, como uma linguagem, com sua semântica e considerando suas características cognitiva, emotiva e poética.

De acordo com o Glossário do Jazz (Mario Jorge Jacques), ao Ritmo atribui-se todo e qualquer movimento ou ruido que se repete no tempo, a intervalos regulares; na música, é o agrupamento de valores de tempo, métrica e andamento combinados de maneira que marquem com regularidade uma sucessão de sons fortes e fracos, de maior ou menor duração, conferindo a cada trecho características especiais.

Teorias à parte, o Dicionário de Ritmo é uma obra completa e uma iniciativa inovadora em que Jack Lima, o autor, apresenta uma infinidade de possibilidades rítmicas, documentadas, exemplificadas e agrupadas nas 248 páginas do livro.
O que é interessante é que o autor criou sua própria linguagem para abordar o tema, a Limatura, que ele explica no livro fazendo uma analogia com a partitura, apresentando uma abordagem completa sobre compassos, acentos, poliritmia, tempos, quiálteras, levadas e muito mais.
Jack Lima estreita a relação entre a música e a matemática para entender a estrutura musical. É fato que  desde a antiguidade que estas ciências se manifestam em campos distintos, mas existe uma intensa sintonia entre esses mundos. Muitos povos manifestaram-se musicalmente de diversas maneiras até que Pitágoras, com a criação do monocórdio, fez-se estabelecer de fato essa relação.

O violonista Paulo Bellinati não poupa elogios a esta obra de Jack Lima -
"Nunca a música e a matemática foram apresentadas como artes tão próximas. O Dicionário de Ritmo impressiona pela profundidade minuciosa como as figuras musicais são organizadas e divididas, subdivididas, multiplicadas, indo aonde nenhum método de teoria musical jamais chegou. Sem duvida alguma, uma contribuição valiosa para a literatura musical mundial."

Jack Lima nos conta um pouco sobre esta enciclopédia musical -

Com toda a riqueza de ritmos que existe no universo, como Jack Lima interpreta a palavra ritmo?
Ritmo é a organização do tempo - sob a regência da matemática. Sem ritmo tudo fica em total desordem. O ritmo está em tudo, no andar, falar, dirigir, comer, dançar. Usamos o ritmo desde que nascemos. O relógio é um ótimo exemplo, temos que andar "no ritmo", "no tempo".Cada segundo equivale a "um tempo", na velocidade 60, ou seja, 60 bpm (batidas por minuto).
Na música, dentro do mundo rítmico, são as fórmulas de compassos que ditam as regras, informando-nos quantas figuras (possibilidades) podem ser usadas em cada tempo encontrado dentro de um compasso - o quaternário-2 (rock) possui 128 possibilidades, o quaternário-3 (blues) 2048, o quaternário-4 (funk) 32.768. O resultado das possibilidades sai com total precisão devido a uma progressão matemática criada para essa finalidade, progressão jackmétrica, PJ.

Entendo ritmo como a alma dos sons, e junto com a melodia fornece o movimento que imprime uma identidade musical e até mesmo sonora. Essa é a ideia?
Sim. O ritmo é o recipiente e a melodia (intervalos) o ingrediente, portanto, são intrínsecos à linguagem musical.

Acredito que ritmo é um fenômeno existente desde que a humanidade existe. Independe de época, local e raça. É correto afirmar isso?
Corretíssimo. O ritmo é o principal elemento do idioma matriz (idioma musical). Todo e qualquer idioma possui um código (letras, símbolos, palavras, expressões), mas o ritmo (velocidade da fala) e o som inerentes à linguagem musical estão implícitos.

É estreita a relação entre música e matemática. Essa fusão tornou-se mais explícita por Pitágoras na descoberta do monocórdio, na distinção das frequências e criação dos intervalos?
Na teoria tradicional, sim. O ritmo, sob a visão do meu sistema, é regido pela matemática, já os intervalos pelas regras e exceções, desenvolvidas, por mim, para a minha metodologia e usadas no software que acompanha o Dicionário de Ritmo.
Exemplos -
Quinta justa (5):
    Regra - achar o quinto nome;
    Exceção (Si bemol e Si) - achar o quinto nome e acrescentar meio tom;
Sexta menor (b6):
    Regra - achar o sexto nome e tirar meio tom;
    Exceção (Mi bemol, mi natural, la bemol, la natural, la sustenido, Si bemol e Si) - achar o sexto nome.
O Dicionário de Ritmo traz, pela primeira vez na história da música, o mundo rítmico sob a regência da matemática.

Como surgiu a ideia de publicar um livro específico sobre o assunto?
Primeiro, porque sou um apaixonado pelo mundo rítmico desde minha tenra idade; segundo, porque não existe, no mercado musical e linguístico, algo que trate do mundo rítmico sob a regência da matemática.
O ensino tradicional do ritmo é caracterizado pelo empirismo e subjetivismo, sem precisão, com uma abordagem vaga e superficial deixando muito a desejar.
O ilogismo na escrita do ritmo é muito evidente nas partituras, onde escreve-se uma coisa e lê-se outra - compasso composto escrito como simples etc. Há uma demasiada preocupação com as notas do instrumento, isso prejudica a lógica do estudo da linguagem musical, pois daí o músico deixa o estudo rítmico de lado, se preocupando mais com notas, acordes e escalas, sem saber que quem faz a coisa funcionar de fato são as fórmulas de compassos, os grooves (motivos). As notas musicais são apenas 12 (uma região), dentro da escala geral, com 8 regiões e mais uma nota, chega-se ao total de 97 notas (alturas); já no aspecto rítmico são mais de quintilhões de possibilidades segundo a fórmula de compasso, além de muito mais possibilidades através dos recursos disponíveis tais como tempo dobrado, quiálteras etc.

O livro aborda um instrumento específico?
O corpo. O nosso corpo é o primeiro instrumento a ser dominado, depois disso qualquer outro estará liberado.

Qual o público alvo?
Aqueles que almejam entender, em definitivo, o mundo rítmico e o idioma musical sem limites.

Como adquirir o livro?
O livro vem acompanhado de um software contendo tudo sobre notas (limatura e partitura), acordes, escalas, campo harmônico (tonal, modal e atonal), percepção etc.
Pode ser adquirido pelo site www.smdjacklima.com.br  ou pela  Free Note www.freenote.com.br.

Mais sobre o Dicionário de Ritmo, acesse os canais de divulgação -
     site :  http://www.smdjacklima.com.br
     facebook :  http://www.facebook.com/dicionarioderitmo
     youtube :  http://www.youtube.com/DicionariodeRitmo
     twitter :  http://twitter.com/dicionarioritmo

Obrigado Jack Lima, e sucesso.