JAZZ: HARMONIA E IMPROVISAÇÃO

04 agosto, 2012
Ivan Barasnevicius é músico, professor, coordenador didático do Centro Musical Venegas Music em São Paulo e apresentador do programa de entrevistas musicais Venegas Music TV, apresentado no canal web JustTV.

Formado pela FAAM, Ivan é um pesquisador musical, desenvolveu o projeto "A improvisação no ensino da teoria musical elementar : uma proposta metodológica aplicada à guitarra elétrica", teve seu método "Harmonia para Contrabaixo" publicado na coleção Toque de Mestre e foi colaborador da revista Cover Baixo. Desde 2007, Ivan lidera seu trio de música instrumental em que atua como guitarrista ao lado da contrabaixista e esposa Dé Bermudez e do baterista Thiago Costa.

Ivan está apresentando seu novo livro -
Jazz: Harmonia e Improvisação, lançado pela editora Irmãos Vitale.


Ivan nos conta um pouco sobre o livro, educação musical e seus projetos -

Gustavo Cunha : A arte da Música é fascinante. Sua formação musical vem de família ? Como se desenvolveu essa sua vontade de fazer Música ?
Ivan Barasnevicius : Em primeiro lugar, gostaria de agradecer imensamente o espaço cedido no 33 Rotações para a divulgação do meu trabalho.
Comecei a ter aulas de violão quando era criança, por volta dos 9 anos. Sempre tive bastante incentivo por parte dos meus pais, em casa sempre ouvimos muita música boa - MPB, Rock, Música Erudita. Na adolescência toquei em algumas bandas de metal como Violent Hate e Cisma, com as quais tive oportunidade de gravar alguns discos, que inclusive foram distribuídos no mercado europeu. Na maior parte das vezes toquei guitarra, mas também participei tocando baixo em alguns deles. Posteriormente, por volta dos 20 anos entrei na Faculdade de Artes Alcântara Machado (FAAM) onde passei a estudar outros estilos, principalmente jazz e música brasileira, e embora estudasse e tocasse principalmente guitarra, aprofundei meus estudos de contrabaixo elétrico.

GC : Mais do que fazer Música, ensinar torna o ofício muito mais prazeroso e que é também uma forma de aprendizado. Voce tem um método próprio ou voce aplica esse ensino conforme a expectativa do aluno ?
IB : Na minha escola, a Venegas Music, utilizamos método próprio de ensino. É um método bastante completo, voltado no início para o estudo das principais ferramentas - escalas, arpejos, acordes, inversões, e posteriormente para o estudo de harmonia e improvisação. Vale lembrar que o repertório é escolhido de acordo com o gosto do aluno, de maneira a funcionar como um estímulo. Boa parte do conteúdo que utilizamos em nosso material didático é baseado nos materiais que já publiquei no livro "Harmonia para contrabaixo" e no "Jazz: Harmonia e Improvisação".

GC : Conhecer harmonia e aplicar a improvisação são dois grandes desafios para o músico. Muitos mestres dedicaram esses conhecimentos em livros. Conte-nos o projeto do seu livro "Jazz: Harmonia e Improvisação" ?
IB : Este método tem por objetivo evidenciar ao aluno quais são os procedimentos mais utilizados por improvisadores, compositores e arranjadores para a escolha dos materiais utilizados na construção dos seus solos e improvisos. Trata-se de um guia para aqueles que desejam se aprofundar no assunto da improvisação jazzística, assim como composição e arranjo. O livro traz uma análise completa da harmonia , melodia e a forma de temas compostos por nomes como Tom Jobim, Vinícius e Carlos Lyra, entre outros, como forma de exemplificar os assuntos abordados. O livro contém a maioria do conteúdo que o músico precisa adquirir para desenvolver os improvisos com consistência e qualidade.
Vale lembrar que este material, na verdade, é o resultado dos muitos anos de experiência com aulas de música, trata-se da base que costumo utilizar em nossas aulas de instrumento, improvisação e arranjo.

GC : Qual o público alvo do livro ?
IB : O livro é indicado para quem deseja conhecer os principais procedimentos utilizados na improvisação jazzística, para posteriormente também poder aprofundar seus conhecimentos em composição e arranjo. Pode ser bastante útil independentemente do instrumento que se toque, já que não se trata de um livro específico de guitarra ou baixo. Entretanto, para um melhor aproveitamento do material, um pré-requisito importante é a leitura musical.

GC : Onde encontrar o livro ?
IB : O livro Jazz: Harmonia e Improvisação pode ser encontrado nas principais livrarias e lojas de música, entre elas a Venegas Music Store, FreenoteLivraria CulturaSaraiva Megastore.

GC : Sempre tenho um questionamento aos mestres sobre a forma de aprendizado. Vejo muitos aprendizes preocupados com a velocidade em tocar escalas e esquecem do feeling, da melodia, de estudar essa alma musical chamada harmonia. Como voce aborda isso ?
IB : De maneira geral, considero importante para uma boa formação musical estudar principalmente aspectos relacionados à composição, como construção de frases, períodos, motivos, progressões, entre outros elementos como harmonização, contraponto e história da música, de forma que seja possível compreender melhor o estilo que estamos tocando/estudando. Acredito que estes pontos são mais prioritários do que técnicas específicas de um determinado instrumento. Não me parece uma abordagem mais musical inverter a ordem das coisas.

GC : Seu programa Venegas Music TV, além de muito original, é um diferencial no assunto e dá total liberdade ao músico convidado em falar sobre sua técnica e seus trabalhos. Apesar da sua exibição restrita ao mundo da internet, o programa tem boa audiência.
Como surgiu essa idéia de promover esse talk show musical ?
IB : Tenho muito orgulho de todo o trabalho desenvolvido nestes 4 anos de programa. Tive a oportunidade e a honra de tocar com mestres como Nelson Faria, Heraldo do Monte, Arismar do Espírito Santo, Andreas Kisser, Itamar Collaço, Michel Leme, entre muitos e muitos outros, o que acabou sendo uma grande fonte de estudo para mim, sem contar toda a experiência que envolve a produção de um programa como este. E também fico muito feliz de ver o programa sendo comentado e visto nos quatro cantos do país, é impressionante a quantidade de pessoas que me procura para falar do programa e também o vejo muitas vezes sendo utilizado como fonte de pesquisa, já que muitos dos músicos entrevistados, embora com grande atuação em discos e shows há muito tempo, nunca haviam sido entrevistados de forma mais aprofundada. Fico muito contente de fazer parte desde projeto.

Confira algumas entrevistas no Venegas Music TV -
    com Nelson Faria :  http://youtu.be/jS43lr3JLlA
    com Heraldo do Monte :  http://youtu.be/Kd3rzXFJheM

GC : Voce toca guitarra no Ivan Barasnevicius Trio. Conte-nos sobre esse trabalho.
IB : O grupo começou como um quarteto em 2007 apresentando um trabalho totalmente instrumental com arranjos e adaptações próprios feitos para temas de Nico Assumpção, Pat Metheny, Milton Nascimento e João Bosco, entre outros; e tocando em diversos lugares voltados para a música instrumental em São Paulo.
Em 2009, o grupo estabilizou-se com um trio, contando, além de mim, com Dé Bermudez no baixo e Thiago Costa na bateria, e desde então o foco do trio é apresentação de repertório autoral, também totalmente instrumental, com composições e arranjos elaborados por mim, sempre com muito espaço para experimentações com ritmos brasileiros como baião, xaxado e samba, e também para as influências que vão do rock progressivo brasileiro dos anos 70 até o jazz-fusion. Entretanto, vale sempre ressaltar a importância da contribuição da Dé Bermudez e do Thiago Costa com suas interpretações e improvisos para a sonoridade final do grupo.

Obrigado Ivan Barasnevicius, e Sucesso !
ivanbarasnevicius.com