MORRE JIM MARSHALL, O PAI DOS AMPLIFICADORES MARSHALL

05 abril, 2012
O criador dos amplificadores Marshall morre aos 88 anos. O homem que deu ao rock o visual nos palcos de todo o mundo.

A matéria original voce lê aqui : http://news.yahoo.com/jim-marshall-founder-marshall-amps-dies-88-142801178.html

(tradução livre)

por Gregory Katz, Associated Press 
Londres

Os ouvidos ainda estão soando desde os 60 ? Jim Marshal pode ser o culpado.
Jim Marshall foi o homem por tras do amplificador, a arma escolhida pelos guitarristas como Hendrix, Pete Townshend e Eric Clapton – “The Marshall”.
Foi o som de todos os protagonistas nos anos 60, primeiramente nos pequenos clubs e salas de música e mais tarde em arenas e estádios, todos contaram com um básico amplificador Marshall para ecoar seus sons.
Não foi um acidente. Marshall, que morreu nesta quinta-feira aos 88 anos, não procurava pela precisão quando ele e seus engenheiros de som apresentaram o amplificador Marshall no início dos 60.
Ele disse em uma entrevista em 2000 que o que ele queria era um som cru, poderoso, sem distinção. Disse ainda que o rival Fender, tremendamente popular na época, produzia um excelente som clean que trabalhava bem com o jazz e country mas não satisfazia os mais jovens músicos que procuravam algo diferente. Ele estava procurando por um som mais bruto.
Marshal era uma pessoa que gostava das coisas boas da vida, como um bom Scotch uisque e um bom charuto cubano Montecristo. Mesmo em seus 70 anos, quando já estava com muitos problemas de saude, ele não pensou duas vezes em pegar um avião para assistir a um show do Iron Maiden.

Sofreu nos seus últimos anos e teve diagnosticado um cancer no final de 2011 que o deixou longo tempo hospitalizado seguido de breve passagem em um hospital psiquiátrico.
Minha esposa e eu estavamos com ele quando ele faleceu por volta de 8:15am. Ele tem esse cancer desde o fim do ano passado passou por uma cirurgia e voltou. Ele estava em num estado terrivel nos ultimos cinco ou seis meses. Ele está em um lugar melhor agora”, disse seu filho Terry Marshall.
Terry disse ainda que seu pai gostava de ser chamado de "The Father of Loud" (o pai do barulho).

A morte de Marshall foi anunciada na página oficial da companhia com um homenagem “ao brinquedo”, seu amplificador que trouxe a milhões de fans da música e prometeu que o “mundialmente famoso, o onipresente logotipo que orgulhosamente ostenta o seu nome sempre estará vivo".

Os amplificadores que carregam seu nome podem ser vistos em imagens de milhares de shows de rock desde a época quando Townshend e o The Who estraçalhavam seus Marshall ao final dos seus shows. Marshall disse em 2000 que Townshend tinha muito cuidado em não destruir os falantes, danificando somente a parte exterior do gabinete, que era facil e barata de reparar.

Terry Marshall disse que o primeiro amplificador foi produzido em 1960, alguns anos antes da explosão musical que o rock orientado a guitarra tomasse lugar na história da música.
O primeiro amplificador Marshall não era nada demais, apenas uma simples caixa preta com um falante dentro e controles básicos, mas tinha um formidavel punch. Aos aficcionados permitiu que as "bandas de garagem" fizessem um poderoso barulho nos pequenos palcos e ginásios.

Jim Marshall fez dos amplificadores um negócio de sucesso, mantendo sua produção na Inglaterra. A companhia está localizada numa pequena fábrica próximo a Milton Keynes ao norte de Londres.
Marshall era orgulhoso por ter resistido a sugestões de levar toda a produção para fora da Inglaterra a fim de economizar custos.

Nos seus últimos anos, Marshall se viu envolvido com inúmeros projetos de caridade e em 2003 foi eleito como Oficial da Ordem Britânica (Order of the British Empire) pela Rainha Elizabeth II pelo seu sucesso em exportar produtos britânicos e pelos seus atos de caridade.
Deixa dois filhos, dois enteados, netos e bisnetos.

http://www.jimmarshall.co.uk/

Jim Marshall : 1923-2012

foto: Damien Maguire/Rex Features