ROSANE CORREA LEVA O BLUES AO TEATRO RIVAL NO RJ

09 março, 2012
Jornal do Brasil, 8 de março

A proposta da cantora é fazer com que o Blues  não ocupe apenas espaços alternativos, mas levá-lo também aos grandes palcos.
Para isso, a cantora Rosane Corrêa, que também assina a direção geral, faz uma única apresentação no Teatro Rival Petrobras e comemora os últimos 9 anos de estrada com sua própria banda, formada por músicos de peso: Maurício Sahady (guitarra), um dos precursores do Blues no Rio de Janeiro, Gil Eduardo (bateria), Pedro Leão (baixo) e Miguel Archanjo (piano/hammond).

O início foi com o Quarteto Quasar, de Jazz e MPB, mas foi participando de jams sessions com grupos de Blues que ela se definiu, assumindo que cantar o Blues era o que sua alma pedia. Formou uma banda, Rosane Corrêa & Crazy Dogs, e a partir daí foram muitos shows por diversos palcos do país. A carreira profissional é fruto do canto desde a infância (igreja e coral), adolescência e fase adulta, coroado pela posição de solista da Cia. Lírica da Escola de Música Villa Lobos, e da Cia. Bartalê, com dedicação total aos estudos do canto lírico para ópera e solo.

Realizar este show, no Teatro Rival Petrobras, é a concretização de um grande sonho da cantora -
Um dos palcos mais tradicionais da música, no Brasil, e espaço adequado para um show deste porte, o Rival oferece excelente acústica e um clima propício à cultura do blues", destaca.

No repertório, entre outros clássicos do blues, está Hoochie Coochie Man, composta por Willie Dixon para o amigo Muddy Water, primeiro a gravá-la, mas que ficou famosa fora do mundo do Blues com Eric Clapton. Na versão feminina, é Hoochie Coochie Gal (Girl), imortalizada na voz de Etta James, que ganhará homenagem no show. Quatro músicas de autoria da própria Rosane Corrêa estão no programa: Friendship, Something to Tell You, A Espera e A Regular Man.

Rosane Corrêa abriu a empresa Tutty Cult, elaborou diversos projetos para shows e todos já estão aprovados em leis de incentivos, os quais aguardam patrocínios. Para a cantora, é missão promover a cultura e a inclusão social pela música: seus projetos visam também a despertar o interesse dos jovens pelo estudo da música e a popularizar o blues.

Teatro Rival Petrobras
12 de março, segunda-feira, 19:30h
Rua Álvaro Alvim 33, Cinelândia
Tel: (21) 2240-4469
Ingressos: R$ 50,00 e R$ 25,00 (meia)
Também no www.ingresso.com e pelo tel: 4003-2330