U2 POR STEVE JOBS

17 janeiro, 2012
Bono, vocalista do U2, era um admirador da força do marketing da Apple. A banda já tinha se consolidado no cenário musical em todo o planeta, mas em 2004 ele queria impulsionar de outra maneira a imagem da banda.
Um novo disco estava para ser lançado e havia um tema que The Edge afirmara ser "a mãe de todas as canções de rock". Tentando encontrar um meio de alavancar a idéia, Bono telefonou para Jobs - "Eu queria algo específico da Apple", disse Bono. A música era Vertigo e tinha um riff de guitarra agressivo que ele sabia que era contagiante, mas somente se as pessoas fossem expostas a ele muitas e muitas vezes. Assim, Bono foi visitar Jobs em sua casa e fez uma proposta incomum, contradizendo a própria história do U2, que rejeitava ofertas milionárias para aparecer em comerciais.
A idéia de Bono era que Jobs usasse o U2 em um anúncio do iPod de graça ou pelo menos como parte de um pacote de benefício mútuo. Para Jobs, a verdade é que a banda estava sendo roubada pelos downloads gratuitos e eles gostavam do que estava sendo feito com o iTunes, e pensaram que poderiam promovê-lo para um público mais jovem. E Bono não queria apenas a música no comercial, mas toda a banda. 
O inusitado era que qualquer outro presidente de empresa teria feito tudo para ter o U2 em um anúncio comercial, mas Jobs recuou afirmando que a Apple não tinha pessoas reconhecíveis nas propagandas do iPod, apenas silhuetas. Nesta época, o anúncio com Bob Dylan ainda não tinha sido feito.
Mas Jobs considerou estudar a idéia e Bono deixou uma cópia do CD para Jobs ouvir - "era a única pessoa fora da banda que tinha o disco", lembrou Bono.
Reuniões se sucederam ao longo de um tempo, e a verdade é que Bono queria uma versão personalizada do iPod, diferentemente dos aparelhos brancos comuns, queria um iPod preto.
Depois de conversas informais entre Bono, o agente de publicidade e a equipe de design, todos fãs do U2, criou-se uma maquete de um iPod preto com um anel de clique vermelho, como Bono desejava e que combinava com a capa do disco How to dismantle an atomic bomb.
Bono ficou enlouquecido quando viu o protótipo e o negócio foi fechado.

A apresentação do produto por Jobs, como sempre enigmática, foi em um teatro em San Jose, California, e Bono e The Edge juntaram-se a ele no palco. O disco vendeu 840 mil cópias na primeira semana e estreou como número 1 na parada da Billboard. 

O notável nesta história é o fato de que a associação com uma empresa de informática e eletrônica foi o melhor caminho para uma banda de Rock parecer descolada e atrair a juventude.
Sempre Steve Jobs, gênio e inovador !

História narrada em sua biografia Steve Jobs por Walter Isaacson.