MAGNUS OSTROM: THREAD OF LIFE

15 novembro, 2011
Magnus Ostrom era o baterista do E.S.T, trio liderado pelo pianista sueco Esbjorn Svensson, um dos mais contagiantes e originais grupos que surgiram nos últimos tempos. O falecimento do lider em junho de 2008 durante um mergulho no Mar Baltico deixou todos nós orfãos do grupo e cujo silencio de mais de dois anos dos demais integrantes somente parou neste ano com os lançamentos dos discos solo de Ostrom, em foco aqui, e do contrabaixista Dan Berglund.

E Magnus Ostrom voltou ao seu favorito estúdio, Atlantis Studio na Suécia, junto com velhos amigos do cenário jazzístico local para gravar composições que ele escreveu durante o período após a morte de Svensson. O grupo base é formado por Andreas Hourdakis guitarras, Gustaf Karlof piano e teclados e Thobias Gabrielson contrabaixo.

O album intitula-se Thread of Life (2011, ACT Music), nome que ele atribui "a energia que mantém tudo vivo e que também dá a chama para a minha música".
Um trabalho original com forte influência da música do E.S.T., a mesma textura contemporânea, com uso de efeitos de guitarra e armações de teclados sem limite para os improvisos.
Neste album Magnus, alem de lider e baterista, é o compositor, arranjador e produtor. Diz ele - "... é para mostrar que o meu universo musical é tudo o que eu precisava para fazer esse trabalho, e também porque eu amo compor e estar no estúdio produzindo, e não podia ter tido uma equipe melhor para fazer isso comigo ...". E ficou muito orgulhoso do resultado.

A verdade é que, para nós que ouvimos, é um som realmente envolvente, que nos apresenta uma atmosfera quase rústica, sombria, mas que é ao mesmo tempo confortante. Há uma identidade forte com o som progressivo dos 70, bem evidente em Hymn For The Past, dividida em duas partes, e Longing, com uma melodia encorpada de efeitos e conduzida pelo solo de piano de Gustaf Karlof. Outros pontos altos do disco estão em The Haunted Thoughts And The Endless Fall, a mais intensa e que aparece com uma roupagem bem fusion com uso de efeitos eletrônicos de guitarra; Affilia Mi que traz o vocalize melódico de Ostrom sobreposto por uma marcação ritmica constante que nos faz lembrar a onda de Half Life of Absolution do Metheny Group; e a belíssima balada Between onde novamente destaca-se o solo do pianista Gustaf Karlof que aqui lembra muito o toque de Lyle Mays.

E há uma composição muito especial no disco - Ballad for E.
Magnus diz que quando a compôs já tinha a canção em mente e fez questão de executá-la com Dan Berglund e com Pat Metheny que foi um dos músicos que juntou-se ao E.S.T. no palco como convidado em varias ocasiões. Aliás, eu conheci o trabalho do grupo justamente num concerto gravado ao vivo em Baltica em 2003 com Pat como convidado especial ao lado da Schleswig-Holstein Chamber Orchestra.
E Pat tem um tremendo respeito pela trabalho deles, tanto que quando feito o convite para participar deste tema sua afirmativa foi imediata. Assim, Ostrom partiu com Berglund para NY para encontrar Pat no Avatar Studios, Manhattan, e gravaram Ballad for E, uma bela homenagem a Esbjorn Svensson.

Thread of Life é uma verdadeira viagem sonora.