EDDIE ROBERTS & THE NEW MASTERSOUNDS

11 outubro, 2011
O guitarrista Eddie Roberts é um dos expoentes da onda que se chama por aí de acid jazz ou new groove. Ainda jovem, foi estudar a música de Jazz na Leeds College of Music, percebeu que o que queria mesmo era estar no palco e sua ansiedade o levou a juntar os melhores músicos da cidade a criar sua primeira banda chamada The Jazz Mailmen, que fazia um tributo aos Jazz Messengers.

Os planos de Eddie eram mais ousados e sua paixão por Grant Green o inspirou a incorporar o hammond em seu som, criando, em 1991, a The Eddie Roberts Organisation, grupo que seguiu fazendo um som na linha de John Patton e Lou Donaldson. Sua interação com o jazz sempre esteve presente, e em 1993 forma um novo grupo inspirado no som de Joe Henderson, Chico Hamilton, Sam Rivers e Gabor Szabo, nascendo o The Three Douces, com boa recepção da audiência local rendendo participação em vários festivais.
Em 1999 nasce o The New Mastersounds, que viria a ser uma das marcas do groove em terras inglesas. Um som que transcende pela pressão do hammond que vigorou forte nos 60, assim como o piano rhodes no início dos 70, mas sempre com a atmosfera retrô da soul funk music com muito improviso e, principalmente, muita originalidade.
O som da banda inspira-se na onda funky do The Meters, no groove do Booker T. & the MG's e na atmosfera dos organ trios, agregando intervenções de DJ´s e uma seção de sopros.
O inquieto Eddie, empolgado com a audiência, resolve gravar disco próprio com temas da sua época de escola totalmente rearranjados e remixados, projeto que ele intitulou "Roughneck" (Le Maquis, 2000), cujo significado descrevia o seu estilo de tocar, cujo álbum mais tarde foi lançado em versão ao vivo "Roughneck, Live in Paris" (P-Vine Records, 2007).

The New Mastersounds segue seu rumo e a banda é reconhecida como Best Funk Band in the World at this Moment e vieram os álbuns "Be Yourself" (One Note Records, 2003), "This Is What We Do" (P-Vine Records, 2005) e "102%" (One Note Records, 2006). Em 2007, partem em turnê internacional e embarcam no Jamcruise em um festival de funk americano em alto mar, onde fizeram um set arrasador de três horas. A banda estende a viagem a New Orleans, e torna a turnê mais intensa com apresentação no Jazzfest Após as apresentações, a banda volta para a cidade natal e Eddie permanece em New Orleans, se envolvendo na troca de experiências com os artistas de jazz e funk ali presente como Galactic, Papa Mali, Johnny Vidocavitch, Idris Muhammed e The Greyboy Allstars.

A discografia segue com os lançamentos de "Plug & Play" (One Note Records, 2008), "Live at San Francisco" (P-Vine Records, 2009), e Eddie partindo para projetos paralelos juntando-se ao The Sweet Vandals lançando mais uma pedrada, "Burn" (Legere Records, 2011), que ele nomeou como Eddie Roberts & The Fire Easters, em pura atmosfera acid jazz apimentada de soul; e mais The New Mastersounds com "Break from the Bordes" (Tallest Man, 2011).

Soul Out of Funk, assim é o The New Mastersounds.