HENRIK FREISCHLADER: STILL FRAME RELAY

12 setembro, 2011
O guitarrista alemão Henrik Freischlader é auto-didata e desde criança um fascinado por som e música. Aos 4 anos de idade já se atracava com as baquetas de uma bateria, se aventurando depois pelo piano e baixo elétrico até se entregar a guitarra aos 14 anos. Adolescente, encontrou no blues a motivação que precisava para seguir como músico e guitarrista, e nas suas caixas ecoavam Gary Moore, B.B.King, Stevie Ray, Peter Green, Albert Collins, Rory Gallagher e Robben Ford numa combinação explosiva.
É um músico completo, excelente guitarrista e bom vocal.

Seu som traduz a linguagem do hard blues e o rock moderno.
Em destaque 3 álbuns de estúdio - "The Blues" (ZYX Music, 2006), "Get Closer" (ZYX Music, 2007) e "Recorded By Martin Meinschafer" (Cable Car Rec, 2009); e Freischlader também gosta de registros ao vivo e possui faz desses registros verdadeiros bootlegs que fazem parte da discografia oficial – o triplo "Henrik Freischlader Band Live" (ZYX Music, 2008), "5 Live in the Kitchen" (Deutschlandfunk, 2008) e o duplo "Tour Live 2010" (Cable Car Rec, 2010).

"Still Frame Relay" (2011, Cable Car Rec) foi lançado em CD e Vinil; um álbum para ficar rodando na vitrola sem parar e uma verdadeira viagem pelo bom blues-rock.
Nesta sessão o grupo é formado por Freischlader nas guitarras, Moritz “Mr.Mo” Fuhrhop no Hammond,  Theo Fotiadis no baixo e Max Klaas na bateria, ainda com a participação mais que especial na faixa título do também guitarrista Joe Bonamassa.

A faixa título abre as 11 faixas do disco com a energia rock e um Bonamassa inspiradíssimo; e fica difícil perder a atenção na sequência do disco com destaques para o shuffle blues "Come on my Love"; a balada quase que psicodélica "The Memory of our Love", aqui com um espetacular solo de Freischlader suportado pelo Hammond de Mr. Mo; a essência blues em "I've Got it Good"; e a grooveada "Longer Days".
Discão.