II FESTIVAL DE CONTRABAIXOS DO RIO DE JANEIRO

24 setembro, 2011

A segunda edição do Festival de Contrabaixos do Rio de Janeiro acontecerá de sexta-feira a domingo entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro às 19 horas na Sala Baden Powell. Alternativa perfeita para quem não for na miscelânea do Rock in Rio.

E durante o festival o lançamento do livro Confesso que Ouvi, escrito por Erico Cordeiro, um apaixonado por jazz e que tem o melhor espaço sobre o assunto na internet - o Jazz + Bossa + Baratos Outros. O livro contém resenhas de discos de jazz sob a ótica do escritor, que as ilustra com histórias, metáforas e poesia que referem-se a sua audição destes discos e à própria biografia dos músicos.
Uma oportunidade rara e Erico estará no festival autografando o seu livro.

Sexta-feira, noite de abertura com o contrabaixista Claudio Alves. Músico de formação clássica, iniciou seus estudos aos 12 anos e se formou em Música pela UFRJ. Hoje faz parte da Orquestra Solistas do Rio e já participou da Petrobras Sinfônica e OSB. Sua apresentação terá composições em contrabaixo solo, em duos com o pianista Luiz de Simone e com o violonista Lula Washington e em trio com ele ao contrabaixo, violão e o violino de Pedro Mibielli. Promete um som interessante que vai sair do tradicional.
Na sequencia, o nosso Charles Mingus, Dôdo Ferreira. Quem já o assistiu e/ou ouviu seu cd Dum Dum, lançado pela Delira Música, sabe que é promessa de um grande show. Contrabaixista do nosso primeiro time e navega fácil nas ondas do jazz e cujo som sempre traz uma atmosfera mingusiana, uma de suas principais influências. Vem acompanhado por Gabriel Geszti piano  e João Cortez bateria.

Sábado, abre a noite o contrabaixista Augusto Mattoso acompanhado por Cliff Korman piano e Rafael Barata bateria. Que time é esse !! Formado em Música pela Uni-Rio, Mattoso é um contrabaixista de técnica impecável e ousado nos improvisos, se destaca no cenário do jazz nacional e é daqueles instrumentistas que gostam de botar pressão no som. O pianista americano Cliff Korman já é "de casa" e está sempre nos palcos do Santo Scenarium e TriboZ, quem já viu garante que o as 88 teclas tremem de verdade; e o baterista Rafael Barata é simplesmente "sem comentários", nosso maior nome no instrumento hoje no Brasil e acompanha a pianista Eliane Elias e grupo. Um show imperdivel !
Na sequência da noite, uma das grandes atrações do festival - o contrabaixista argentino Hernán Merlo, acompanhado pelo seu filho Fermín Merlo bateria e Alan Javier Zimmerman piano. Quem conhece a cena do jazz argentino certamente já deve ter estado em alguma apresentação de Hernán Merlo. Nativo de Lomas de Zamora, província de Buenos Aires, começou seus estudos no Conservatório Nacional de Musica Lopez Buchardo se mudando mais tarde para Los Angeles. Aluno de Charlie Haden, Mark Helias, Michael Fomanek e Scott Coley. Ao longo de mais de 25 anos de estrada, Merlo vem se apresentando e confirmando sólida carreira exclusivamente no terreno do jazz moderno, sendo hoje um dos mais antigos atuantes na efervescente cena de música contemporânea naquele país.

Domingo o festival encerra com o Gravíssimo Bass Ensemble, ensemble de contrabaixos formado pelos contrabaixistas Lipe Portinho, Augusto Matoso, Claudio AlvesTarcisio Silva e com o acompanhamento do piano de Ana Azevedo e a bateria de Andre Tandeta.
Lipe Portinho é o nosso salvador da música de qualidade no RJ na direção artística da Sala Baden Powell. Começou seus estudos aos 10 anos de idade e é graduado em contrabaixo pela UFRJ. Tocou 10 anos no naipe da Orquestra Petrobrás Sinfônica e com grandes nomes da nossa música brasileira e também é integrante do Grupo Tutti. O contrabaixista Tarcisio Silva é formado em música pela UFRJ onde toca na orquestra desta instituição e já participou da Petrobras Sinfônica, Orquestra Sinfônica Nacional e foi integrante por mais de 25 anos da OSB.
Ana Azevedo também faz parte da direção artística da Sala Baden Powell. É a menina pianista que escolheu o instrumento aos seis anos de idade e foi estudar música no Montgomery College em Washington. Tocou com a Rio Jazz Orchestra e com grandes nomes da nossa música instrumental. Lançou seu primeiro CD solo este ano intitulado "A Tempo” que tem a participação de Lipe Portinho, Alex Moraes, Daniel Garcia, Augusto Mattoso, Erivelton Silva e Kleberson Caetano.
André Tandeta também é formado pela Uni-Rio e é o nosso baterista do jazz e da música instrumental. Muito atuante, já tocou com todos os grandes intrumentistas.

Programa obrigatório !

Sala Baden Powell
Av Nossa Senhora Copacabana, 360
Ingressos R$ 30
Músicos Filiados ao SindMusi, Estudantes de MÚSICA da EM UFRJ, UNIRIO, Conservatório Brasileiro de Música, EM Villa-Lobos, Escola Portátil, In Concert COM CARTEIRINHA só pagam R$ 2.